Skip to content

Unboxing Hatflings!

2017/09/19

Anúncios

Adiós Calavera!

2017/09/18

Sint_AC

Sinopse:

Os jogadores representam a vida ou a morte que procuram o seu oposto (morte / vida), para o conseguir poderão usar os poderes especiais dos seus personagens e assim “fugir” as regras gerais de movimentação dos peões. Quem conseguir alcançar o lado oposto do tabuleiro com todos os seus peões em primeiro lugar, ganha o jogo!

Como se joga:

⇒ Setup

No centro coloca-se o tabuleiro (qualquer face do tabuleiro pode ser usada).

Cada jogador escolhe os 8 discos de uma cor (branco ou preto) e coloca-os nas 8 casas de partida do tabuleiro. Dos 8 discos apenas 4 podem ser colocados com a face de personagem especial voltada para cima, os outros 4 colocam-se com a face genérica voltada para cima. [poderes das personagens explicada mais adiante]

⇒ Desenvolvimento

O jogador inicial será o que esteve no México mais recentemente ou o que esteve mais próximo do México mais recentemente. Joga-se à vez, por turnos, e em cada turno os jogadores irão movimentar um dos seus discos. Se for uma personagem normal (genérica), obedece às seguintes regras gerais de movimentação:

  • Uma personagem move-se tantas casas quantos os discos que estiverem em linha reta  (horizontal ou verticalmente) em relação a si. Contam-se os discos adversários e os discos próprios, inclusive o disco que se pretende movimentar. O jogador pode optar por não mover todas as casas a que tem direito;
  • As personagens só podem mover-se me linha reta. Podem mudar de direção (90º) durante a sua movimentação, quantas vezes desejarem desde que tenham pontos de movimento para executar;
  • Não se pode entrar nem passar por cima da casa do tabuleiro que tem uma vela (no centro do tabuleiro);
  • Pode passar-se por cima das casas de toalha (no centro do tabuleiro), mas não se pode parar nessas casas;
  • Não pode existir mais que um disco por casa no tabuleiro;
  • É proibido passar por cima de discos (do adversário e/ou próprios).

21731349_10155813520015555_8575718020974571522_n

→ Variantes: o objetivo e as movimentações são as mesmas da regra geral )

  • Para iniciantes: Joga-se sem personagens especiais.
  • Para fãs da dificuldade: Joga-se com todas as personagens especiais.
  • Para fãs da sorte: A escolha das 4 personagens é feita de forma aleatória.
  • Para fãs das tomadas de decisão: Colocam-se os personagens com a face genérica voltada para cima, em seguida viram-se dois discos e os jogadores escolhem qual a personagem que pretende usar a personagem especial. Repete-se este procedimento 4 vezes até se encontrarem os 4 discos de personagens especiais.
  • Para fanáticos das tomadas de decisão: O primeiro jogador escolhe 1 personagem especial; o segundo jogador escolhe 2 personagens especiais; em seguida, o primeiro jogador escolhe 2 personagens especiais; a seguir é novamente o segundo jogador a escolher 2 personagens especiais e por fim o primeiro jogador escolhe mais 1 personagem principal.
    A escolha das personagens nunca pode ser de uma personagem igual a uma já escolhida pelo adversário.

→ Habilidades das personagens especiais:

HabilidadesPersonagens.png

⇒ Fim do jogo

Assim que um dos jogadores consiga colocar os seus 8 discos no lado oposto à sua saída, ganha o jogo. Se for o jogador inicial a fazê-lo primeiro, o segundo jogador terá ainda um turno para jogar, podendo assim empatar a partida!

Avaliação:

Adiós Calavera! é um jogo para dois jogadores. É essencialmente um jogo abstrato que vem numa caixa do mesmo formato de jogos como o Targi ou Limes por exemplo.

Os componentes são de boa qualidade, com discos em madeira de tamanho grande e stickers para colar nos dois lados dos 16 discos! Aproveito para deixar já uma dica sobre a operação de colagem dos stickers (pois não vem explicada nas regras!): cada cor tem que levar de um lado uma personagem e do outro lado leva a personagem genérica, por exemplo, se num lado colarem a JESUS (disco preto), na outra face têm de colar um sticker com o desenho de uma caveira; se for o JOSÉ (disco branco), na outra face têm de colar um sticker com o desenho de uma flor!

As regras são extremamente simples e por isso facilmente se explica em 2 ou 3 minutos. É um bom jogo para encontros, pois exige pouquíssimo tempo de explicação e as pessoas começam a jogar num instante (ainda por cima com as habilidades dos personagens traduzidas para português 😉 ). É por isso mesmo um ótimo recurso para quem organiza eventos, que valoriza jogos rápidos de explicar e sem grande necessidade de acompanhamento.

A sua duração é relativamente curta, embora para se jogar bem, tendo a verdadeira noção daquilo que se está a fazer, tomando decisões consequentes, seja necessário bem mais que uma dezena de partidas. As diferentes habilidades dos jogadores abrem uma grande paleta de combinações no momento de escolher as quatro personagens especiais.

Curioso que este jogo me trouxe à memória um outro que também gostei muito de jogar, e que, à semelhança deste, também é um jogo para dois jogadores – Aquatika. Na altura referia na review àquele, que o tema servia apenas para o embelezar. Em relação a este título comungo da mesma opinião, com a diferença de achar o tema de Adiós calavera! menos consensual. No resto, têm dimensões estratégicas diferentes, havendo muito mais para aprender no jogo de Martin Schleger do que no de Alexandre Droit.

Das partidas jogadas fiquei com a impressão que a rápida é uma personagem muito poderosa, mas para ser sincero, não joguei assim tantas partidas que me permitam afirmar isto com absoluta certeza. Certo é que o jogo tem muito rejogabilidade, pois as combinações são muitas, já para não falar das diferentes variantes que elevam ainda mais essas possibilidades!

Para concluir resta-me dizer que gostei de jogar este Adiós Calavera!, gosto muito do Martin Schleger (Bangkok Klongs, Aqua Romana…) e este é seguramente um jogo que terá o seu público, a experiência de jogo é também muito interessante e é mais um bom jogo para ter na ludoteca nos encontros mensais. Para casais que gostam de desafios a dois é também uma interessante proposta, bem como para jogar com um público juvenil. Enfim, acho que devem experimentar!

Ligações:

Site da Mückle Spiele → AQUI

Ficha BGG → AQUI

Vídeo (open the box)  AQUI

Resumo em português  AQUI

Comprar:

Spiele Material  AQUI

Projeto vencedor!

2017/09/14
by

A Cidade Curiosa, uma associação extremamente ativa na promoção dos jogos de tabuleiro junto da comunidade de Braga, foi uma das vencedoras dos OPP (Orçamento Participativo de Portugal).

OPP502

A associação bracarense venceu com o projeto: Rede Regional de Ludoteca.

O objetivo do projeto é a criação de uma rede de ludotecas com o objetivo geral de divulgação e recuperação do jogo de tabuleiro como ferramenta lúdico-pedagógica, de socialização e integração.

21740063_1617511764946797_6580909051403795881_n

Muitos parabéns!

¡Adiós Calavera! – Mückle Spiele

2017/09/06

Depois de apresentarmos a primeira novidade da Mückle Spiele apresentamos agora a segunda – ¡Adiós Calavera!

g0030

Image Mückle Spiele

¡Adiós Calavera! é um jogo de Martin Schlegel com ilustração de Christian Opperer para 2 jogadores com mais de 8 anos e uma duração aproximada de 30 minutos.

A temática deste jogo é baseada na celebração do Dia de Muertos, no México. Os jogadores irão mover as suas peças (um jogador representa a vida e o outro a morte) de maneira a alcançar primeiro as posições do tabuleiro que lhes permita ganhar. Algumas peças podem ter poderes especiais. A astuta utilização das peças do adversário também trará vantagens a quem o souber fazer melhor.

O jogo tem lançamento previsto para outubro, na feira de Essen, mas está já disponível AQUI por 19€ mais portes de envio.

Babylon Tower Builders – Mücke Spiele

2017/09/06

A editora Mücke Spiele vai levar a Essen duas novidades, hoje falamos de uma delas: Babylon Tower Builders.

babylon_box_front

Image Mücke Spiele

Babylon Tower Builders é um jogo de Channing Jones com ilustração de Christian Opperer para 3 a 5 jogadores com mais de 10 anos e uma duração aproximada de 30 minutos.

Neste jogo abstrato com efeito 3D, os jogadores vão construir uma estrutura comum e cada um vai tentar colocar os seus nobres (peões) nos diferentes níveis dessa estrutura procurando a maioria em cada um deles.

O jogo traz ainda uma variante em tempo real que permite ter uma experiência diferente com o mesmo jogo.

As regras em inglês podem ser encontradas AQUI. Quem quiser comprar o jogo pode fazê-lo AQUI pelo preço de 19€ (sem portes).

TransAtlantic – PD Verlag

2017/09/05
by

A PD Verlag de Mac Gerdts revelou a arte do seu próximo jogo – TransAtlantic.

21231221_1477802272299534_126175652875544739_n

Image Mac Gerdts

O novo jogo de Mac Gerdts para 2 a 5 jogadores com mais de 13 anos e com uma duração superior a 120 minutos chega na próxima feira de Essen.

Desde a abertura do canal do Suez em 1869 até ao início da I Guerra Mundial em 1914, assistiu-se a um desenvolvimento extraordinário dos navios a vapor modernos. Os 2 a 5 jogadores são donos de companhias navais, que transportam os mais diversos materiais e passageiros por todo o mundo. Cada jogador compra novos navios no mercado naval com diferentes caraterísticas técnicas.

16299201_1426274644057382_4257913051032466607_n

Image Bruno Valério

O jogo é conduzido por cartas em cada turno joga-se uma carta e executa-se a ação correspondente. À medida que entram novas cartas em jogo, cada jogador vai criando assim o seu prórpio deck com novas habilidades. A tarefa fundamental do jogo é gerir de forma eficiente a sua frota com uma hábil “construção” do seu deck.

Calimala – ADC Blackfire Entertainment

2017/09/05

ADC Blackfire Entertainment GmbH é uma editora e distribuidora alemã que lançou no mercado jogos como Kraftwagen, West of Africa ou King’s Will. Este ano a ADC levá uma novidade a Essen – o vencedor do Hippodice 2016: Calimala.

pic3647383_md

Calimala é um jogo de Fabio Lopiano com ilustrações de Harald Lieske para 3 a 5 jogadores com mais de 10 anos e uma duração aproximada de 45 a 75 minutos.

Em Calimala os jogadores são comerciantes de roupas na Florença medieval, cujos empregados têm a missão de acionar as diferentes ações disponíveis nas várias ruas da cidade da Toscana. Cada rua conecta dois lugares com ações particulares e distintas que podem ser acionadas pelos diferentes empregados dos jogadores. Ao longo do jogo os jogadores produzem e comercializam roupas e contribuem para a decoração e construção das variadas infraestruturas da cidade. Esses esforços para o desenvolvimento da localidade serão recompensados pela câmara através de pontos de vitória.

O autor do jogo fala extensamente sobre o processo criativo que originou este jogo num diário que merece a leitura – AQUI.

O jogo estará disponível no final do mês de outubro. As regras estarão disponíveis durante este mês!