Skip to content

Yokohama pela DLP

2016/12/02

A editora alemã DLP irá lançar no mercado o jogo Yokohama.

yokohama_dlp_3d

 

A data prevista para o lançamento é o mês de março de 2017. O novo jogo de Hisashi Hayashi tem sido amplamente elogiado, e é já considerado por muitos críticos, como o melhor jogo de sempre de Hayashi.

A DLP trará para o mercado alemão a versão naquele idioma e dará um desconto de 10 € a todas as reservas feitas até ao final deste ano.

Os interessados podem encontrar mais informações no site da editora alemã – AQUI.

Honshu

2016/11/30

sint-hsh

Sinopse:

Em Honshu os jogadores colocam cartas umas em cima de outras, formando um sugestivo mapa onde florestas, cidades e fábricas renderão pontos aos jogadores. Quem tiver mais pontos no final será o vencedor.

Como se joga:

⇒ Setup

No início do jogo separam-se os diferentes recursos e colocam-se no centro da mesa.

Decide-se de que lado da Província se joga: A ou B, baralham-se as referidas cartas de Província Inicial e distribui-se uma a cada jogador.

Cada jogador coloca um cubo de recurso, sobre os símbolos de produção (quadrados com símbolo) correspondentes:

  • Machado (castanho) – Madeira
  • Cana de pesca (azul) – Peixe
  • Pá (cinza) – Minério
  • Saco (amarelo) – Ouro

Em seguida baralham-se as cartas de Ordem de Turno e distribuem-se aleatoriamente.

pic3278305_lg

Cada jogador recebe uma carta com o sumário da pontuação final.

Baralham-se todas as cartas de Território e distribuem-se 6 a cada jogador. Essas cartas formam a mão inicial de cada jogador. Com as cartas sobrantes forma-se um baralho geral de face oculta que se coloca de lado, na mesa.

Desenvolvimento

Uma partida de Honshu decorre em 12 rondas. Cada ronda consiste em duas fases:

  1. Fase de Vazas
  2. Fase de Mapa

1. Durante a fase de vazas os jogadores jogam da sua mão para a mesa, uma carta de face visível, pela ordem de turno. Essa tem um valor que definirá na fase seguinte a ordem de turno.

Ao jogar uma carta, o jogador pode, opcionalmente, adicionar-lhe um cubo da sua cidade para aumentar o valor da sua carta em 60 pontos. O primeiro jogador a optar por adicionar um cubo de recurso à sua carta pode escolher qualquer tipo de recurso que tenha na sua cidade. Os jogadores seguintes só poderão fazer o mesmo, se tiverem um cubo de recurso igual ao jogador que escolheu primeiro, caso contrário não terão esta opção.

Depois de todos terem jogado uma carta e um possível recurso, a ordem de turno fica definida. Distribuem-se então as cartas de Ordem de Turno, ficando o jogador com o valor mais elevado com a carta de Ordem 1, o segundo jogador com valor mais elevado com a carta de Ordem 2 e assim sucessivamente até todos terem uma carta de Ordem de Turno.

Respeitando a nova ordem de turno, os jogadores vão escolher uma carta de  Território, das que estão disponíveis sobre a mesa. Eventuais cubos de recurso usados pelos jogadores são colocado na reserva geral.

2. Durante a fase de mapa os jogadores expandem as suas cidades, adicionando à sua cidade a carta de Território conquistada na fase de vazas.

Ao colocar a nova carta de Território há algumas regras a observar:

  • A nova carta terá de cobrir ou ser coberta por pelo menos um quadrado de outra carta da cidade;
  • Pelo menos um quadrado da nova carta tem de ficar visível;
  • Nunca se podem cobrir quadrados de Lago.

Depois de colocada a nova carta passa a fazer parte da cidade e recebe um cubo de recurso por cada espaço de produção, do respetivo tipo. Os recursos são retirados da reserva geral.

pic3278308_lg

Na eventualidade de uma carta nova de Território tapar um quadrado da cidade com um cubo de recurso, esse cubo é devolvido à reserva geral.

As rondas seguintes:

Na ronda seguinte começa a fase de vazas o jogador com a carta número da Ordem de Turno, depois o jogador com a carta número 2 e assim sucessivamente até todos terem jogado uma carta e adicionado um cubo opcionalmente.

Há algumas exceções a esta regra:

  • Após a 3ª ronda os jogadores passam as suas 3 cartas da mão ao jogador que estiver à sua esquerda;
  • Após a 6ª ronda os jogadores recebem 6 novas cartas para a mão do baralho geral;
  • Após a 9ª ronda os jogadores passam as suas 3 cartas da mão ao jogador que estiver à sua direita;

⇒ Fim do jogo

Após a 12ª ronda o jogo termina e procede-se à avaliação de cada cidade da seguinte forma:

  • 2 PV por cada quadrado de floresta visível na ciade;
  • 1 PV por cada quadrado de edifícios contiguos da maior área de edifícios da cidade;
  • 2 PV / 3 PV / 4 PV pelas fábricas providas com recursos armazenados ao longo das doze rondas;
  • 3 PV por cada quadrado de Lago do maior grupo de Lago, o primeiro quadrado vale 0 PV;

Jpeg

Quem tiver mais pontos de vitória vence. Em caso de empate vence quem tiver mais quadrados de baldios (quadrados amarelos).

Avaliação:

Honshu inspira-se numa temática nipónica, tema muito tratado em jogos de tabuleiro, talvez pelo exotismo e pela riqueza histórica do povo.

Uma criação recente, pois foi lançado na última edição da feira de Essen, Honshu passou um pouco despercebido à maioria do público, no entanto, este pequeno jogo de cartas é bem interessante.

Dizer que Honshu é um simples jogo de vazas é para lá de injusto, desconhecer por completo o seu verdeiro motor. Efetivamente estamos perante um jogo que usa a ancestral mecânica das vazas, mas esse é só o alicerce onde assenta um jogo com várias possibilidades estratégicas de maximização da pontuação, é possível fazer pontos com imensas coisas, uns de mais fácil acesso outros, mais valiosos mas mais difícieis de alcançar, há de tudo, é preciso escolher bem!

As partidas são emotivas até à décima segunda ronda e o resultado sempre incerto. Enfim, um jogo com muita rejogabilidade, agradável, de regras simples, adequado a todo o género de jogadores, especialmente indicado para jogar em família por ser rápiod e com uma boa produção.

Ligações:

Site da Lautapelit  AQUI

Mesaboardgames AQUI

Ficha BGG  AQUI

Resumo em português AQUI

Comprar:

JogonaMesa  AQUI

Patchwork: como se joga

2016/11/28

Mais um tutorial de como se joga feito pelo Alberto da Cidade Curiosa, desta vez do aclamado jogo de Uwe Rosenberg para dois jogadores – Patchwork.

Pylos: como se joga

2016/11/26

A Cidade Curiosa lança mais um vídeo bem interessante de como se joga Pylos. Um jogo abstrato à venda nas Fnac e afins a um preço bem aceitável, e que é uma boa opção para prenda de Natal.

Lançamentos na Mesaboardgames

2016/11/20

A Mesaboardgames continua numa atividade editorial muito intensa.

No próximo dia 22 de novembro vai fazer uma apresentação pública de 4 novos puzzles subordinados ao tema Obras de Arte Portuguesas.

mbgpuzzle

Para os interessados a entrada no evento é livre e acontecerá das 18 às 22 horas na Casa-Museu Medeiros e Almeida na rua Mouzinho da Silveira, nº 6 em Lisboa.

Flamme Rouge

2016/11/16

fr-sint

Sinopse:

Flamme Rouge é um jogo de corridas de bicicleta onde os jogadores terão de gerir as suas cartas e o esforços dos dois ciclistas da sua equipa – rolador e sprinter. O primeiro a atravessar a meta ganhará!

Como se joga:

⇒ Setup

Escolher uma das 6 cartas de pistas predefinidas, é aconselhável escolher a pista “Avenue Corso Paseo” nas primeiras partidas. A referida carta indica quais os troços de pista a usar para construir a pista.

pic3119179_md

Image Asger Harding Granerud

No início cada jogador escolhe uma cor e recebe dessa cor:

  • 2 ciclistas (Rolador e Sprinter);
  • 1 tabuleiro individual com os espaços para cartas de Rolador e Sprinter;
  • 1 baralho de cartas de Rolador que se coloca no espaço respetivo do tabuleiro individual depois de baralhadas;
  • 1 baralho de cartas de Sprinter que se coloca no espaço respetivo do tabuleiro individual depois de baralhadas;

Ao lado da pista colocam-se os baralhos de desgaste de Roladores e outro de Sprinters.

pic3198046_md

Image Asger Harding Granerud

Define-se um jogador inicial que coloca os seus dois ciclistas livremente atrás da linha de partida. Depois continua-se no sentido dos ponteiros do relógio até que todos os jogadores tenham colocado os seus ciclistas.

 

Desenvolvimento

Uma corrida decorre durante várias rondas, compostas por 3 fases:

  1. Fase de Energia
  2. Fase de Movimentação
  3. Fase Final

1. Durante a fase de energia os jogadores escolhem um seus dois baralhos e biscam 4 cartas do topo, dessas escolhem uma, que colocam com a face oculta, na aba lateral externa do seu tabuleiro, do lado do respetivo baralho. As restantes 3 cartas são colocadas por baixo do monte com a face visível voltada para cima.

pic3227052_md

Image Anne Th.

Procede-se em seguida, da mesma forma, com o baralho do ciclista que em falta.

Sempre que uma for necessário biscar cartas e aparecer cartas com a face vísivel voltada para cima, baralham-se todas as cartas do monte e volta a formar-se um baralho de face oculta, de onde se retiram as cartas necessárias para completar as 4 cartas.

2. Durante a fase de movimentação todos os jogadores começam por revelar as suas cartas (escolhidas na fase de energia).

Em seguida, move-se o jogador que estiver na frente da corrida e depois segue-se pela ordem de posição dos ciclistas, ou seja, segundo… terceiro… e assim até ao último ciclista.

Sempre que dois ciclistas estão lado a lado, o que estiver no retângulo junto à linha dupla, é considerado primeiro e o outro segundo.

14992012_10154796913100555_3811594400314645132_n

Depois de o ciclista se movimentar tantas casas como as indicadas pela carta escolhida pelo jogador, deve acomodar-se no retângulo junto à linha dupla, desde que este esteja livre. Se ao movimentar-se, o ciclista terminar numa casa já ocupada por dois ciclistas, fica na casa livre imediatamente anterior.

Em certas pistas é possível encontrar troços de subida (vermelho) e troços de descida (azul).

Nas subidas, não é permitido avançar mais que 5 casas. Se por exemplo se jogar uma carta de valor 6 que permita entrar na primeira casa de um troço de subida, o ciclista já não entra, ficando na casa imediatamente anterior. Cartas de valor superior a 5 podem ser jogadas, mas perdem-se os números que excedam o 5.

15056372_10154802511655555_1887550081566899082_n

Nas descidas, as cartas valem sempre no mínimo 5, ou seja, uma carta de valor 2, por exemplo, valerá 5 movimentos se for jogada quando o ciclista parte de uma casa num troço azul, mesmo que o efeito projete o ciclista para fora desse troço de descida.

3. Durante a fase final os jogadores descartam as suas duas cartas de ciclista (cada carta só pode ser usada uma vez durante todo o jogo).

Começando pelo último pelotão de ciclistas (um ou mais ciclistas em casas contínuas) avançam uma casa se for essa a distância para o pelotão de ciclistas que estiver à sua frente. Em seguida procede-se da mesma forma o pelotão seguinte. Pode acontecer que um ciclista em último lugar possa conseguir juntar-se ao pelotão da frente por ir aproveitando as sucessivas recolagens!

15032843_10154802496060555_4597587930070041778_n

Para terminar esta fase, atribuem-se cartas de desgaste aos ciclistas que liderarem os pelotões da corrida. A carta de desgaste será de Rolador ou Sprinter conforme o ciclista que lidera seja um Rolador ou um Sprinter. As cartas de desgaste são colocadas com a face visível no fundo do respetivo baralho.

⇒ Fim do jogo

Assim que um ciclista passar a linha da meta, termina-se essa ronda, e ganha quem estiver mais à frente depois da linha de meta.

Avaliação:

Flamme Rouge é um jogo de mecanismos simples mas suficientemente profundo e rápido. As partidas parecem mesmo recrear o ambiente de uma corrida de bicicletas e para isso muito contribui a qualidade dos materiais e das miniaturas!

As regras são muito simples e, em poucos minutos, é possível começar a jogar com qualquer tipo de público. Um dos aspetos mais interessantes do jogo, é a sua variedade estratégica, já vi ganharem jogadores muito agressivos desde o início, como jogadores mais cautelosos e prudentes, no essencial, Flamme Rouge tem muito de saber ler as movimentações adversárias e atacar no momento certo, até neste particular o jogo é temático, fazendo lembrar o frenesim dos ciclistas nos últimos metros até à meta.

A rejogabilidade é enorme, pois há 6 cartas com configurações diferentes e certamente, se o jogo tiver o sucesso que merece, não faltarão expansões nas calha!

Enfim, um jogo elegante de regras claras e transparentes, com uma duração adequada e onde não falta profundidade estratégica, bastante interação e concordância temática. Um jogo que agradará aos mais jovens, a jogadores casuais e aos amantes do ciclismo. Quanto aos gamers mais puristas talvez este não seja um título tão consensual.

Ligações:

Site da Lautapelit  AQUI

Mesaboardgames AQUI

Ficha BGG  AQUI

Resumo em português AQUI

Comprar:

Philibert  AQUI

 

 

Lisboa de Vital Lacerda no KS

2016/11/15

Finalmente está em campanha de financiamento o jogo aguardado por meio mundo – Lisboa.

Vital Lacerda do it again! O criador nacional volta a criar um monstruoso jogo de estratégia recheado de variáveis e extremamente temático!

fb6ded31db3487a0ccba37eabd04c5c7_original

A ilustração do jogo ficou fabulosa e ajuda a tornar atraente um jogo que ninguém deve deixar de ter.

O preço de compra do jogo é de 79€ no KS, mas seguramente vai subir quando chegar ao mercado do retalho.

Quem quiser aproveitar a oferta do KS pode fazê-lo AQUI.

À data de saida desta notícia o projeto já se encontra validado pois os cinquenta mil dólares já foram alcançados!