Skip to content

Adios Amigos

2009/12/06
by

Sinopse:

Jogo de simultaneidade, onde o objectivo é “abater” com os totais da soma ou a diferença das subtracções, o maior número de desperados adversários.

Como se joga:

Adios Amigos é sobretudo um jogo de cartas com alguns “adereços” funcionais para embelezar, que se enquadram lindamente no conteúdo da mecânica do jogo.

No início do jogo todos os jogadores recebem 10 fichas da sua cor representando psitolas, 2 balas, um dinamite e 15 cartas de desperados.

O jogo dura 5 rondas. No início de cada ronda todos os jogadores viram as 3 primeiras cartas do seu baralho de 15 desperados e alinham-nas à sua frente de modo que os outros jogadores as possam ver facilmente.

Dá início ao jogo um jogador escolhido aleatoriamente, que anuncia em alta voz “Adios amigos“.

Em simultâneo todos os jogadores viram para a face visível 2 das suas fichas de pistola, revelando assim 2 números, com esses números os jogadores tentam encontrar desperados adversários cujos números correspondam: ou pelo total da soma, ou pela diferença da subtracção a um dos dois números da pistola.

Por exemplo:

Um jogador tem à sua frente um desperado com os números 7 e 8, a soma dos dois é 15 ou a diferença 1 (aqui assume-se sempre uma subtracção com um resultado de valor positivo). Se houver algum adversário que tenha na sua posse uma ficha de valor 1 ou 2 fichas (os valores das fichas vai de 0 a 9) que perfaçam o valor 15, esse adversário pode liquidar o desperado, lançando sobre essa carta a/as ficha(s) correspondentes.

No exemplo da imagem teríamos de usar as  fichas de pistola com o valor 15 (total da soma 7+8) ou 1 (diferença da subtracção 8-7).

Quando não restar nenhum desperado vivo, esse jogador deve ser avisado que está fora de jogo e os outros continuam a tentar “abater” os desperados dos adversários que ainda se encontrem vivos até que só  reste um jogador em jogo, quer seja por ter um ou mais desperado(s) vivo(s), quer seja por os seus adversários não terem possibilidades de jogar com os números das fichas que têm disponíveis.

Sempre um jogador desejar pode gastar uma das suas balas, colocando-a no centro da mesa e dizendo em voz alta – “Reload”. A este sinal o jogador e todos os seus adversários podem viram mais duas fichas de pistola passando assim a dispor de mais oportunidades para disparar.

Os jogadores têm ainda uma outra arma durante a ronda -o dinamite. O dinamite, quando usado, deve ser colocado no centro da mesa e anunciado em voz alta por quem o joga – “dinamite”. Quando se joga um dinamite, todos os jogadores, excepto quem o jogou, devem tapar os ouvidos com os dedos indicadores e fazer uma contagem regressiva de 10 até 0. Durante este período o jogador que jogou o dinamite está sozinho em jogo!

Depois de se verificarem as condições para o final de uma ronda, o jogador vencedor fica com a ficha de vencedor da ronda (caso haja mais que um vencedor ninguém fica com a referida ficha). Em seguida voltam-se as fichas de pistola que estão em cima de cada uma das cartas de desperados, verificando-se assim a cor a quem se deve entregar cada uma dessas cartas. As cartas de desperados que não tenham fichas (desperados vivos), ficam na posse do seu dono.

Cada uma das cartas de desperados tem uma pepita de ouro no verso, no fim das 5 rondas contam-se quantas pepitas tem cada jogador, esse valor é o resultado das pepitas do verso das cartas de desperados aniquilados pelo jogador mais as pepitas conquistadas através da conquista de fichas de vencedor da ronda.

A minha avaliação:

Confesso que ainda só joguei 3 vezes a “Adios Amigos”, mas das 3 que já joguei adorei fazê-lo! A simultaneidade do jogo e o frenesim de encontram um desperado para aniquilar são inigualável. Para a minha experiência muito contribuíram os jogadores adversários e o chamado metajogo, ou seja, a ambiência que se cria em torno do jogo (as bocas e os bitaites que cada um lança para provocar, acicatar, enfim, para “brincar”).

Fica fácil de perceber que este jogo é para mim uma recomendação para todos os que gostam de jogos com alguma acção e muita interacção com os outros. Quem preferem mecânicas de reflexão, análise das jogadas e maior profundidade de conteúdos, então é melhor esquecerem este “Adios Amigos”, pois este jogo é outra praia diferente!

Ligações:

Site da editora -> AQUI

Ficha BGG -> AQUI

Review Falken’s Blog -> AQUI

Regras ESP-> AQUI

Comprar:

-> Pegasus-Shop

-> Philibert

-> Ludibay

-> Amazon.de

Vídeos em alemão -> AQUI

Anúncios
3 comentários leave one →
  1. Fredovic permalink
    2009/12/06 13:45

    Muito obrigado por enlazarme… 😉

  2. abruk permalink
    2009/12/06 15:29

    Hehe!
    Sou um leitor do teu blog, por isso o link é natural!

    Abraço
    Carlos

Trackbacks

  1. Juego de Hoy: Adios Amigo! « Jugando en Pareja

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: