Saltar para o conteúdo

Adiós Calavera!

2017/09/18

Sint_AC

Sinopse:

Os jogadores representam a vida ou a morte que procuram o seu oposto (morte / vida), para o conseguir poderão usar os poderes especiais dos seus personagens e assim “fugir” as regras gerais de movimentação dos peões. Quem conseguir alcançar o lado oposto do tabuleiro com todos os seus peões em primeiro lugar, ganha o jogo!

Como se joga:

⇒ Setup

No centro coloca-se o tabuleiro (qualquer face do tabuleiro pode ser usada).

Cada jogador escolhe os 8 discos de uma cor (branco ou preto) e coloca-os nas 8 casas de partida do tabuleiro. Dos 8 discos apenas 4 podem ser colocados com a face de personagem especial voltada para cima, os outros 4 colocam-se com a face genérica voltada para cima. [poderes das personagens explicada mais adiante]

⇒ Desenvolvimento

O jogador inicial será o que esteve no México mais recentemente ou o que esteve mais próximo do México mais recentemente. Joga-se à vez, por turnos, e em cada turno os jogadores irão movimentar um dos seus discos. Se for uma personagem normal (genérica), obedece às seguintes regras gerais de movimentação:

  • Uma personagem move-se tantas casas quantos os discos que estiverem em linha reta  (horizontal ou verticalmente) em relação a si. Contam-se os discos adversários e os discos próprios, inclusive o disco que se pretende movimentar. O jogador pode optar por não mover todas as casas a que tem direito;
  • As personagens só podem mover-se me linha reta. Podem mudar de direção (90º) durante a sua movimentação, quantas vezes desejarem desde que tenham pontos de movimento para executar;
  • Não se pode entrar nem passar por cima da casa do tabuleiro que tem uma vela (no centro do tabuleiro);
  • Pode passar-se por cima das casas de toalha (no centro do tabuleiro), mas não se pode parar nessas casas;
  • Não pode existir mais que um disco por casa no tabuleiro;
  • É proibido passar por cima de discos (do adversário e/ou próprios).

21731349_10155813520015555_8575718020974571522_n

→ Variantes: o objetivo e as movimentações são as mesmas da regra geral )

  • Para iniciantes: Joga-se sem personagens especiais.
  • Para fãs da dificuldade: Joga-se com todas as personagens especiais.
  • Para fãs da sorte: A escolha das 4 personagens é feita de forma aleatória.
  • Para fãs das tomadas de decisão: Colocam-se os personagens com a face genérica voltada para cima, em seguida viram-se dois discos e os jogadores escolhem qual a personagem que pretende usar a personagem especial. Repete-se este procedimento 4 vezes até se encontrarem os 4 discos de personagens especiais.
  • Para fanáticos das tomadas de decisão: O primeiro jogador escolhe 1 personagem especial; o segundo jogador escolhe 2 personagens especiais; em seguida, o primeiro jogador escolhe 2 personagens especiais; a seguir é novamente o segundo jogador a escolher 2 personagens especiais e por fim o primeiro jogador escolhe mais 1 personagem principal.
    A escolha das personagens nunca pode ser de uma personagem igual a uma já escolhida pelo adversário.

→ Habilidades das personagens especiais:

HabilidadesPersonagens.png

⇒ Fim do jogo

Assim que um dos jogadores consiga colocar os seus 8 discos no lado oposto à sua saída, ganha o jogo. Se for o jogador inicial a fazê-lo primeiro, o segundo jogador terá ainda um turno para jogar, podendo assim empatar a partida!

Avaliação:

Adiós Calavera! é um jogo para dois jogadores. É essencialmente um jogo abstrato que vem numa caixa do mesmo formato de jogos como o Targi ou Limes por exemplo.

Os componentes são de boa qualidade, com discos em madeira de tamanho grande e stickers para colar nos dois lados dos 16 discos! Aproveito para deixar já uma dica sobre a operação de colagem dos stickers (pois não vem explicada nas regras!): cada cor tem que levar de um lado uma personagem e do outro lado leva a personagem genérica, por exemplo, se num lado colarem a JESUS (disco preto), na outra face têm de colar um sticker com o desenho de uma caveira; se for o JOSÉ (disco branco), na outra face têm de colar um sticker com o desenho de uma flor!

As regras são extremamente simples e por isso facilmente se explica em 2 ou 3 minutos. É um bom jogo para encontros, pois exige pouquíssimo tempo de explicação e as pessoas começam a jogar num instante (ainda por cima com as habilidades dos personagens traduzidas para português 😉 ). É por isso mesmo um ótimo recurso para quem organiza eventos, que valoriza jogos rápidos de explicar e sem grande necessidade de acompanhamento.

A sua duração é relativamente curta, embora para se jogar bem, tendo a verdadeira noção daquilo que se está a fazer, tomando decisões consequentes, seja necessário bem mais que uma dezena de partidas. As diferentes habilidades dos jogadores abrem uma grande paleta de combinações no momento de escolher as quatro personagens especiais.

Curioso que este jogo me trouxe à memória um outro que também gostei muito de jogar, e que, à semelhança deste, também é um jogo para dois jogadores – Aquatika. Na altura referia na review àquele, que o tema servia apenas para o embelezar. Em relação a este título comungo da mesma opinião, com a diferença de achar o tema de Adiós calavera! menos consensual. No resto, têm dimensões estratégicas diferentes, havendo muito mais para aprender no jogo de Martin Schleger do que no de Alexandre Droit.

Das partidas jogadas fiquei com a impressão que a rápida é uma personagem muito poderosa, mas para ser sincero, não joguei assim tantas partidas que me permitam afirmar isto com absoluta certeza. Certo é que o jogo tem muito rejogabilidade, pois as combinações são muitas, já para não falar das diferentes variantes que elevam ainda mais essas possibilidades!

Para concluir resta-me dizer que gostei de jogar este Adiós Calavera!, gosto muito do Martin Schleger (Bangkok Klongs, Aqua Romana…) e este é seguramente um jogo que terá o seu público, a experiência de jogo é também muito interessante e é mais um bom jogo para ter na ludoteca nos encontros mensais. Para casais que gostam de desafios a dois é também uma interessante proposta, bem como para jogar com um público juvenil. Enfim, acho que devem experimentar!

Ligações:

Site da Mückle Spiele → AQUI

Ficha BGG → AQUI

Vídeo (open the box)  AQUI

Resumo em português  AQUI

Comprar:

Spiele Material  AQUI

5 comentários leave one →
  1. 2017/09/18 22:26

    Muito boa explicação. Fiquei ainda com mais curiosidade em experimentar 😀

  2. 2017/09/19 13:11

    Desconhecia este jogo por completo. Tenho que dar uma olhadela.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: