Skip to content

Tempel des Schreckens

2017/10/12

TdS-Sint

Sinopse:

Os jogadores recebem uma carta de personagem de forma secreta – explorador ou indígena. Também recebem cartas de tesouro, baús vazios ou maldição. Usando uma carta de chave vão revelando cartas com os objetivos bem distintos, os exploradores querem descobrir os tesouros, os indígenas querem que os exploradores descubram as maldições ou não consigam descobrir os tesouros durante quatro rondas. No fim do jogo ganha a fação que alcançar os seus objetivos!

Como se joga:

⇒ Setup

Selecionam-se cartas de personagem – exploradores e indígenas  – em função do número de jogadores:

  • 3 jogadores: 2 exploradores e 2 indígenas;
  • 4 jogadores: 3 exploradores e 2 indígenas;
  • 5 jogadores: 3 exploradores e 2 indígenas;
  • 6 jogadores: 4 exploradores e 2 indígenas;
  • 7 jogadores: 5 exploradores e 3 indígenas;
  • 8 jogadores: 6 exploradores e 3 indígenas;
  • 9 jogadores: 6 exploradores e 3 indígenas;
  • 10 jogadores: 7 exploradores e 4 indígenas;

Em seguida baralham-se e distribui-se uma a cada jogador. Cada jogador toma conhecimento do personagem que lhe calhou em sorte e esconde-a à sua frente sem revelar a ninguém a sua identidade.

22254761_1637478046304719_2517519276821497519_o

Preparam-se as cartas de câmaras secretas conforme o número de jogadores:

  • 3 jogadores: 8 câmaras vazias, 5 tesouros e 2 maldições;
  • 4 jogadores: 12 câmaras vazias, 6 tesouros e 2 maldições;
  • 5 jogadores: 16 câmaras vazias, 7 tesouros e 2 maldições;
  • 6 jogadores: 20 câmaras vazias, 8 tesouros e 2 maldições;
  • 7 jogadores: 26 câmaras vazias, 7 tesouros e 2 maldições;
  • 8 jogadores: 30 câmaras vazias, 8 tesouros e 2 maldições;
  • 9 jogadores: 34 câmaras vazias, 9 tesouros e 2 maldições;
  • 10 jogadores: 37 câmaras vazias, 10 tesouros e 3 maldições;

Baralham-se as cartas de câmaras secretas e distribuem-se 5 a cada jogador. Cada um vê as suas cartas e depois baralha-as novamente, em seguida coloca-as à sua frente formando uma linha de face oculta, ficando a saber apenas qual o tipo e quantidade de cartas que tem perdendo a noção da posição em que as coloca à sua frente.

Define-se quem é o jogador inicial e entrega-se-lhe a carta de Chave.

⇒ Desenvolvimento

Uma partida de Tempel des Schreckens pode durar no máximo 4 rondas. Em cada ronda revelam-se tantas cartas como o número de jogadores (p. ex. 5 cartas numa partida a 5 jogadores). No fim de uma ronda recolhem-se todas as cartas que não foram reveladas, baralham-se e distribuem-se novamente (na 2ª ronda = 4 cartas; na 3ª ronda = 3 cartas; na 4ª ronda = 2 cartas).

Durante um turno o jogador que tiver a carta Chave escolhe outro jogador e decide qual das suas cartas quer ver revelada, colocando a carta Chave junto a ela. O dono da carta revela-a e coloca-a no centro da mesa.

22219785_1637479792971211_3001412482595468726_o

Em seguida esse jogador passa a controlar a chave e escolhe ele um jogador a quem quer revelar uma carta.

Durante a escolha, os jogadores vão conversando e dizendo aquilo que entenderem servir melhor os seus objetivos.

O início de uma ronda começa sempre com o jogador que recebeu a carta Chave na última ronda.

Fim  do jogo

As condições para o terminus do jogo são:

⇒ Ganham os indígenas se:

  1. Forem reveladas todas as cartas de maldição (o nº depende do número de jogadores);
  2. Se os explorados não descobrirem todas as cartas de tesouro antes da 4ª ronda terminar.

⇒ Ganham os exploradores se:

  1. Encontrarem todas as cartas de tesouro antes do final da 4ª ronda.

Avaliação:

Tempel des Schreckens é a versão alemã do jogo Don’t Mess with Cthulhu Timebomb. É um jogo de dedução social em que os jogadores não conhecem as suas identidades e ao longo da partida vão aferindo-as através dos diálogos e das atitudes de cada jogador.

Na sua essência estamos perante um jogo de cartas com boa qualidade que vem dentro de um pequena caixa, que serve perfeitamente as suas intenções, permitindo termos um jogo muito interessante por um preço barato.

As ilustrações do jogo são engraçadas  e servem bem o tema, mas não nos arrebatam por completo! As regras estão em alemão e vêm numa folha dobrada profusamente ilustrada. No final é possível encontrar o resumo do jogo em português!

O jogo vive obviamente da experiência que proporciona e da muita diversão que se experimenta quando se joga. A riqueza da vivência em tanto maior quanto mais forem os jogadores! Perceber na entrelinhas e saber comunicar arguciosamente e no momento certo são ingrediente necessários para jogar partidas divertidas e animadas.

A relação qualidade / preço é tão boa que acho que este jogo devia estar na ludoteca de todos os que gostam de party games que vivem da comunicação e do bluff!

Ligações:

Site da Schmidt Spiele → AQUI

Ficha BGG → AQUI

Resumo em português  AQUI

Comprar:

Amazon.de  AQUI

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: