Saltar para o conteúdo

Dragon Castle

2018/12/05

Sinopse:

Este é um jogo competitivo onde os jogadores vão tentar construir um castelo com pedras semelhantes ao mahjong, procurando construir as maiores áreas e o mais alto possível para no final do jogo terem mais pontos de vitória que os adversários!

Como se joga:

⇒ Setup

No início do jogo constrói-se o castelo do dragão no centro da mesa e conforme as indicações do manual de regras. Numa das margens do tabuleiro colocam-se os discos de 2 pontos nos espaços correspondentes ao número de jogadores.

Cada jogador recebe um tabuleiro individual e um peça de teto.

Define-se o jogador inicial e dá-se-lhe o marcador correspondente. 

⇒ Desenvolvimento

O jogo começa no jogador inicial e segue no sentido dos ponteiros do relógio.

No seu turno, os jogadores têm 3 opções (+1 no fim do jogo):

  1. Retirar duas peças com o mesmo símbolo;
  2. Retirar uma peça e um teto
  3. Retirar uma peça e ganhar 1 ponto
  4. Retirar um disco de 2 pontos

1 . Nesta opção os jogadores retiram a primeira pedra do nível mais elevado do castelo do dragão e uma segunda pedra de outro nível qualquer (1º, 2º ou 3º);

2. Nesta opção os jogadores retiram a primeira pedra do nível mais elevado do castelo do dragão e um teto da reserva;

3. Nesta opção os jogadores retiram a primeira pedra do nível mais elevado do castelo do dragão e retiram-na de jogo (colocam-na na caixa de jogo) a troco de uma ficha de 1 ponto.

4. [Esta ação só está disponível quando só restarem pedras de nível 1 no castelo do dragão] Os jogadores podem tirar o disco de 2 pontos disponível mais à direita.

Colocar os discos no tabuleiro individual

Depois de escolher uma das 3 primeiras opções, os jogadores terão 1 ou 2 pedras para colocar no seu tabuleiro. A colocação das pedras não obedece a nenhuma regra especial, apenas não podem cobrir outra pedra que ainda não tenha sido pontuada, ou seja, que tenha o seu símbolo virado para cima.

Quando ao colocar uma pedra (ou duas) se formar uma área contínua de pelo menos 4 pedras, desencadeia-se imediatamente uma pontuação.

A pontuação de uma área

Uma área corresponde a 4 ou mais pedras da mesma cor, ligadas de forma adjacente e formando uma área contínua. Quando essa situação acontece, o jogador vira todas as respetivas pedras para a sua face branca (neutra), e recebe pontos pela respetiva área (a carta de ajuda tem toda a relação de área e seu valor em pontos), por exemplo uma área de 4 pedras dá 2 pontos, enquanto uma área de 8 pedras dá 8 pontos.

Depois de viradas as pedras e recebidas as fichas com os pontos correspondentes, o jogador vai colocar tetos sobre uma ou duas pedras que virou. Se for uma área da cor vermelha, verde ou amarela só se pode colocar um teto; se for uma área da cor azul ou preta coloca 2 tetos em duas pedras viradas dessa área e finalmente, se for rosa, pode colocar 2 tetos e ainda recebe 1 ponto de bónus.

⇒ Fim do jogo

A partida termina assim que um dos jogadores retire o disco que destapa o sinal de (!) (através da 4ª opção de ação (retirar um disco de 2 pontos). Quando essa situação acontece, termina-se a ronda até chegar ao turno do jogador à direita do jogador inicial.

Todos os jogadores vão ganhar pontos pelos tetos colocados no seu tabuleiro:

  • 1 pontos por cada teto de nível 1
  • 2 pontos por cada teto de nível 2
  • 3 pontos por cada teto de nível 3

Depois de atribuídos os pontos pelos tetos, cada jogador contabiliza os pontos recebidos ao longo da partida (pontuação de áreas e discos de 2 pontos) mais os pontos recebidos na fase final pelos tetos. Ganha quem tiver mais pontos e em caso de empate ganha quem tiver mais pilhas de pedras no seu tabuleiro com a face neutra (branca) voltada para cima.

Avaliação:

Dragon Castle é um jogo que impressiona imediatamente pelos componentes e pela ilustração. As pedras usadas são de excelente qualidade e com uma boa sensação ao toque. As ilustrações do jogo são muito bonitas também e ajudam imendo a criar uma boa atmosfera sobre a mesa de jogo.

O mecanismo do jogo inspirou-se no jogo  tradicional chinês – mahjong – mas parte dessa permissa mecânica para construir um jogo que tem identidade própria, guardando da sua fonte apenas o mecanismo. Depois surge uma realidade lúdica distinta, simples e cativante, capaz de prender a atenção e a dedicação dos jogadores, proporcionando tensão, interação indireta e muitos momentos de condicionamento começado por f.  

O jogo ganha outras nuances estratégicas com o uso das cartas de espíritos e de as cartas de dragão, no entanto, para efeito desta review foi apenas analisado o jogo base sem uso das referidas cartas, todavia, recomendo vivamente que se usem as cartas após duas ou três partidas do jogo base.

As partidas com dois jogadores são aquelas onde o jogo ganha maior fluidez, embora nas outas configurações o prazer de jogar permaneça o mesmo, apenas com maiores tempos de espera pela vez de jogar.


Em suma, material soberbo para um jogo que flui muito bem a dois jogadores e um pouco menos a quatro, sem desmerecer em nada a sua qualidade intrinseca. Um arraial de optimização e de decisões táticas, que propicia um clima bastante agradável e tranquilo, dispondo bem durante cerca de 45 minutos. Um excelente jogo abstato que recomendo vivamente, pese embora o seu preço  elevado, mas justificado pela evidente qualidade dos seus componentes!

Ligações:

Site da Horrible Games → AQUI

Ficha BGG → AQUI

Resumo do jogo → AQUI

Comprar:

Jogonamesa  AQUI

Anúncios
No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: