Saltar para o conteúdo

3º EJT – 2020

2020/02/22
by

O primeiro EJT do Grupo de Boardgamers de Aveiro de Fevereiro foi em São Bernardo. Numa noite fria, como cantava a Daniela Mercury, lá consegui juntar os amigos e ir até ao encontro.

O primeiro jogo a vir para a mesa foi o Kwatro (iota). Uma caixa bem pequena de metal com muitas cartas lá dentro de vários padrões, cores e números. Para este jogo é preciso espaço, pois à vez vamos colocando sobre a mesa algumas das cartas que temos na mão e que permitem somar pontos, por cada uma das filas que consegues ativar. Sim, a mecânica é parecida ao Qwirkle. Mas aqui tens mais uma variavel para controlar que são os números. Jogámos a 4 e o tempo foi de 1 hora de jogo.

Acho que é um bom jogo e que tem o componente da sorte, claro, mas tens de ter um bom olho para potenciar a melhor combinação entre as tuas cartas e as que já foram jogadas.

Enquanto jogava Kwatro, vi que nas outras mesas se jogou: Just One, HiLo, Qwirkle.

Abrimos depois a caixa do Clube Detetive. Regras simples e que se entendem rapidamente especialmente para quem, por exemplo, já jogou A Fake Artist Goes to New York. Aqui escolhes uma palavra que revelas a todos os jogadores excepto um, que fica às “escuras”. O jogo traz cartas do estilo Dixit ou Mysterium e é através dessas cartas que todos os jogadores vão dar pistas aos outros. Tens de escolher cartas que permitam dar o sinal que sabes qual é a palavra, mas também não podes ser demasiado óbvio, pois vais ajudar a vida de quem está às escuras. O objetivo de quem não sabe a palavra é tentar escolher as melhores cartas que tem na mão e simular que sabe do que se trata. 

A parte mais engraçada do jogo começa quando, à vez todos têm de explicar porque escolheram essas cartas para a palavra dada e fazer encaixar a história nas cartas de todos os outros.

É um party game, com mecânicas de mensagens escondidas, em que uns têm de achar quem possa ser a pessoa que não tem a palavra inicial. Jogámos a 4, mas acho que este jogo precisa de mais pessoas, para ser engraçado. E também vai depender sempre dos jogadores e da sua capacidade de adaptação e de imaginação.

Nas mesas perto da minha vi a jogarem: Porto, Pandemic Iberia e Era Medieval. Desses ainda me falta experimentar o Pandemic Iberia.

Nós terminámos a noite a jogar: Jenga!

Este grupo com quem fui são de jogos de destreza e mais animados, por isso o Jenga coube na perfeição. Peça a peça lá fomos aumentando a nossa torre, até que, quase aos 80 cm ela desabou.

Ainda vi na mesa os jogos: Vírus, Azul Stained glass of Sintra e Village. Ainda não experimentei nenhum dos jogos da linha Azul. Uau.. soou a linha de metro.

Até ao próximo encontro.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: