Saltar para o conteúdo

Nullern

2014/04/16

Sint-Nullern

Sinopse:

Nullern é um jogo de vazas jogado em 20 rondas, a cada ronda acrescenta-se uma carta até que todos os jogadores joguem com 10 cartas, de seguida vai-se decrescendo até acabar com 1 carta de novo. Os jogadores apostam o número de vazas que conseguem fazer por ronda e no final os jogadores que acertarem na aposta feita inicialmente ganham pontos ao contrário dos que se enganarem que recebem pontos negativos – gafanhotos!

Como se joga:

O jogador mais novo começa por baralhar as 80 cartas e depois distribui 1 a cada jogador de face oculta. As cartas restantes formam um baralho de face voltada para baixo.

Por fim vira-se a carta do topo do baralho e essa será a cor de trunfo para a ronda que se irá iniciar.

Um dos jogadores fica com a responsabilidade de anotar as apostas e a pontuações na grelha de papel que acompanha o jogo (pode ser descarregada AQUI).

Image Drei Hasen in der Abendsonne

Ao longo das 20 rondas que dura o jogo o número de cartas na mão vai aumentando e diminuindo. Na primeira ronda será apenas 1, na segunda ronda serão duas e assim sucessivamente até à décima ronda onde cada jogador receberá 10 cartas, depois esse número vai diminuindo 1 carta por ronda, isto é, na décima primeira ronda cada jogador recebe apenas 9 cartas, na décima segunda ronda 8 cartas e assim sucessivamente. A vigésima ronda (última) é jogada “às cegas”, ou seja, todos os jogadores recebem apenas 1 cartas que não podem ver, apostando complemente “às cegas”!

No início da ronda todos os jogadores analisam a sua mão de cartas (no caso de ser 1ª ronda ou 19ª ronda será apenas uma carta!). O jogador sentado do lado esquerdo do distribuidor de cartas da ronda anuncia quantas vazas é capaz de fazer, segue-se, no sentido dos ponteiros do relógio, outro jogador, e assim consecutivamente até que todos os jogadores tenham apostado. Nenhum jogador pode anunciar mais vazas que o número de cartas da sua mão!

Image Drei Hasen in der Abendsonne

O jogador que anunce o a maior número de vazas joga primeiro. O jogo prossegue no sentido dos ponteiros do relógio com os outros jogadores a jogarem a sua carta. Se não for jogada nenhuma carta de trunfo a vaza é ganha por quem tiver jogado a carta mais alta; se vários jogadores empatarem com o número mais alto de cores diferentes, ganha aquele que tenha jogador primeiro a carta mais alta entre os empatados; uma carta de trunfo é sempre mais alta que qualquer outra carta, sendo que, obviamente entre cartas de trunfo ganha a carta mais alta.

Sempre que o primeiro jogador jogue carta de trunfo, todos os outros jogadores têm de assistir a trunfo.

Depois de todas as cartas terem sido jogadas segue-se a fase de pontuação. Quem acertar na aposta inicial de vazas ganha 10 pontos mais as suas vazas em pontos, por exemplo, se alguém apostou 2 vazas e no final se verificar que acertou na aposta, ganha 12 pontos (10 por ter acertado mais 2 pelas suas 2 vazas).

Os jogadores que apostarem 1 ou mais vazas e não conseguirem nenhuma, levam 0 pontos mas um gafanhoto, que se regista com o sinal de (-) à frente do número de pontos conseguido. Quem levar mais ou menos vazas que as apostadas, ganha tantos pontos quantas as vazas ganhas, mais um sinal de (-) à frente desse algarismo. Por exemplo, se alguém aposta 2 vazas mas acaba por fazer 3, anotará na coluna do seu nome e à frente da ronda em que obteve essa pontuação o algarismo 3 seguido do sinal (-), ou seja [3-].

Quem apostar que não leva vazas e efetivamente o conseguir, ganha 20 pontos!

O jogo prossegue com a segunda ronda. O distribuidor passa a ser o jogador à esquerda do anterior distribuidor, e distribuirá cartas em número correspondente à ronda que se vai iniciar e explicado anteriormente.

A última ronda (20ª) é jogada “às cegas”, ou seja, joga-se como a 1ª e 19ª rondas mas sem saber o valor da carta que cada um tem! As apostas são por isso mesmo um “tiro no escuro” mas pontua-se da mesma forma que no decurso de todo o jogo!

O vencedor será o jogador com mais pontos depois de subtraídos os pontos dos gafanhotos (sinais de -). Cada sinal de (-) subtrai 5 pontos ao total dos pontos do jogador, ou seja, um jogador com 45 pontos e 2 sinais de (-) acaba com uma pontuação de 35 pontos [45-(5+5)=35]!

Avaliação:

Este jogo é claramente inspirado no famoso jogo de apostas Wizard, mas numa versão mais simples. Os componentes são cartas de muito boa qualidade, ilustradas de forma sóbria e colorida. A caixa do jogo merece destaque pela beleza da cor e pelo requinte com que foi pensada.

A vigésima ronda trás uma aleatoriedade ao jogo que não foi do agrado da maioria dos playtesters que ensaiaram o jogo. De tudo o que este jogo tem de positivo, este é o aspeto que menos nos agradou.

De resto, um sinal positivo para este Nullern que proporciona um bom bocado à volta da mesa. Recomendado, sobretudo para quem ainda não tem Wizard ou quer uma versão mais soft do mesmo!

Ligações:

Site da Drei Hasen in der Abendsonne -> AQUI

Ficha BGG -> AQUI

Comprar:

Amazon.de -> AQUI

Onward To Venus licenciado pela Treefrog Games

2014/04/15

A Treefrog Games, do conceituado criador britânico Martin Wallace, anunciou o previsível lançamento de um novo jogo chamado – Onward To Venus.

A Treefrog Games fechou o acordo de licenciamento com a Stardog que lhe dá permissão para produzir o jogo Onward To Venus baseado na obra literária Greg Broadmore.

A editora aponta o lançamento oficial do jogo para a Spiel ’14 em outubro na Alemanha. informando ainda que se trata de um jogo para 2 a 5 jogadores, transportando-os numa emocionante viagem em torno do sistema solar, colonizando novos mundos celestes com a ajuda de uma incrível variedade de armas, saídas do imaginário retro-futurista de Doctor Grordbort.

Rondo

2014/04/15

Sint-Rondo

Sinopse:

Rondo é um abstrato em que os jogadores vão colocando fichas no tabuleiro sobre as casas com números da mesma cor das fichas e ganhando os pontos dessas casas. Quando as casas cinzentas forem todas ocupadas ou as fichas se esgotarem, o jogo termina e o vencedor será o jogador que estiver mais à frente na escala de pontuação.

Como se joga:

Coloca-se o tabuleiro de jogo no centro da mesa ao alcance de todos os jogadores com a face azul virada para cima (primeiras partidas). Cada jogador escolhe uma cor e coloca o marcador e coloca-o na casa zero da escala de pontuação. Cada jogador recebe um suporte e tira do saco de pano dois discos, sem espreitar para dentro do saco, que coloca no seu suporte.

Na sua vez os jogadores podem optar por uma de duas ações:

1 – Jogar discos para o tabuleiro;
2 – Tirar dois discos do saco de pano.

A primeira ação consiste em colocar discos do seu suporte no tabuleiro. Para colocar discos no tabuleiro os jogadores têm de o fazer sempre adjacente a outro disco previamente colocado e obedecer à cor da casa onde se pretende colocar o disco.

Image Doug Adams

No mesmo turno é possível colocar todos os discos que se desejar (máximo 5). Quando se pretende alcançar uma casa mas não se tem um disco nessa cor pode-se colocar um disco no tabuleiro virado com a parte colorida para baixo funcionando como “ponte” para alcançar uma casa na cor desejada.

É possível colocar mais que um disco na mesma casa desde que estes sejam da cor dessa casa.

Antes de passar a vez e terminar o seu turno o jogador ganha pontos em função dos valores das casas em que colocou discos. Se tiver colocado mais que um disco numa casa o valor dessa casa multiplica-se pelos discos aí colocados. Tira um disco do saco e coloca-o no seu suporte e passa a vez ao jogador à sua esquerda.

Image Todd Barker

A segunda opção consiste em abdicar de colocar discos no tabuleiro e tirar 2 discos do saco, colocá-lo no seu suporte e passar a vez ao jogador à sua esquerda.

O jogo termina quando já não houver discos no saco ou quando todas as casas cinzentas do tabuleiro forem ocupadas. Ganha quem tiver mais pontos.

Avaliação:

Rondo é um jogo de regras muito simples e que em poucos minutos se explicam. Trata-se de um jogo abstrato bem na linha da maioria dos jogos de Reiner Knizia servido por material de altíssima qualidade.

Joga-se rápido mesmo exigindo de cada jogador algum tempo de reflexão no momento de colocar as fichas no tabuleiro, para analisar as diferentes possibilidades de maximizar a pontuação, ao mesmo tempo que se garanta minimizar os pontos disponíveis para os adversários.

Obviamente que a sorte ou a falta dela na tiragem dos disco do saco podem arrefecer algum entusiasmo inicial, mas mesmo assim estamos perante um jogo muito agradável de cunho claramente familiar.

Aceitam-se as críticas às diversas limitações estratégicas do jogo mas mesmo assim é daqueles jogos que se joga a qualquer momento, como café!

Os puristas da estratégia passaram claramente ao lado, para quem gosta de experimentar jogos pelo prazer da descoberta e pela novidade, deve experimentar (e porque não no RiaCON ;) )!

Ligações:

Site do jogo AQUI

Ficha BGGAQUI

Regras Espanhol AQUI

Vídeo (alemão) AQUI

Comprar:

Amazon.de AQUI

Projeto Cidadania a Jogar – 2º Período

2014/04/14

Com as férias da Páscoa a decorrem é uma boa altura para publicar algumas fotos ilustrativas do nosso projeto disciplinar de Cidadania, no agrupamento do Búzio em Vale de Cambra.

O projeto foi sucintamente explicado noutro artigo publicado aqui no JogoEu.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Der schatz von castellina

2014/04/14

Sint-Castellina

Sinopse:

Ser o primeiro jogador a conseguir, através do tato e de uma boa memorização visual, encontrar os 10 tesouros (cubos e cilindros) da sua cor.

Como se joga:

No início do jogo monta-se o castelo e coloca-se a cobertura junto ao portão de entrada.

Espalham-se os cubos e cilindros de madeira no interior do castelo (tesouros). Cada jogador escolhe uma cor e recebe uma ficha baú nessa cor. De entre os diferentes cubos e cilindro há cubos branco que não valem nada para ninguém!

O jogo joga-se por turnos e ao início do turno os jogadores podem olhar para os cubos no interior do castelo durante 10 segundos, depois viram o castelo de forma a não poderem ver o que lá está no interior e com a ajuda do tato tentam encontrar um tesouro da sua cor.

Durante a procura é permitido mover os tesouros mas é pouco aconselhado que se faça pois a probabilidade de perder a referência da memorização visual é grande!

Se um jogador, na sua vez, conseguir pegar num tesouro da sua cor pode colocá-lo na sua ficha baú, no caso de tirar um cubo da cor de um adversário é esse que ganha o tesouro! Se o jogador tirar um tesouro da cor branca, fica com ele mas coloca-o fora do desenho do seu baú. Cada jogador só pode ter 2 tesouros brancos, se tirar o terceiro o jogador é eliminado do jogo!Se um jogador conseguir encontrar 10 tesouros, a partida termina imediatamente e esse jogador é declarado vencedor!

Avaliação:

É a primeira review de jogos da Moses que fazemos aqui no JE e começámos logo muito bem. Efetivamente Der schatz von castellina, é um jogo infantil muito bem produzido que regala os olhos e para esse efeito as ilustrações de Michael Menzel dão uma ajuda preciosa!

O jogo usa o mecanismo da memorização, tão usada nos jogos infantis, adicionando-lhe a componente do tato.

Uma boa coordenação oculo-manual e um boa noção da espacialidade são componentes mobilizados neste jogo o que o torna também num excelente complemento formativo na educação de crianças em idade pré-escolar.

A tensão que se gera no momento de confirmar qual a cor do tesouro escolhido torna este jogo muito divertido e com muita rejogabilidade entre os mais pequenos.

Interessante também a possibilidade de jogar de forma cooperativa em equipa, em que um dos jogadores dá indicações ao jogador que não que procura num dado tempo limite (ampulheta). Esta variante não é oficial mas deu bastante resultado, sobretudo com as crianças mais novinhas.

Um jogo muito interessante e que pelo seu preço vale mesmo a pena ter, especialmente recomendado para pais de crianças em idade pré-escolar!

Ligações:

Site do jogo AQUI

Ficha BGGAQUI

Vídeo (alemão) AQUI

Comprar:

Amazon.de AQUI

Novidades de La Granja

2014/04/14

Em janeiro demos conta da preparação de um novo jogo por parte da editora alemã Spielworxx chamado Arkwright. Agora a editora volta mostrar mais novidades…

Efetivamente, a dupla Andreas Odendahls e Mike Kellers encontra-se a desenvolver o protótipo La Granja. Entretanto a editora divulgou algumas imagens da capa do jogo e do tabuleiro.

                

La Granja é um jogo para 1 a 4 jogadores com duração aproximada de 120 minutos e onde se tem de desenvolver uma quinta, produzindo diferente produtos agricolas e pecuárias para mais tarde vender.

 

RiaCON 2014 – 31 de maio e 1 de junho

2014/04/11

RiaCON2014-cartazfinal

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 129 outros seguidores